Bem-Vindo!

Ao site do Lokaos Rock Show.


ROCK DE VERDADE, COMO DEVE SER MOSTRADO!

Colaremos:

18/09/2014 03:21

Lokaos entrevista Dave Lombardo (ex-Slayer)

Author: lokaos

10606430_10152253161407447_3434786658075900538_n

 

Julia Bueno entrevistou o lendário baterista Dave Lombardo, ele fala sobre sua passagem pelo Brasil, Slayer, projetos futuros e muito mais, confira:

Pauta – Edu Rox e Nacho Belgrande
Tradução – Nacho Belgrande
Gravação – Gabriel Carvalho
Edição – Jonas Souza
Agradecimentos – Manifesto Bar e Bateras Beat

1966897_460042937468498_3573873540547274471_n

 

Metal allstars: Festa oficial do evento acontece amanhã em SP

A festa oficial de um dos shows mais esperados do ano acontece hoje 23 de outubro em SP e será uma confraternização entre as bandas nacionais Project46, Capadocia e Korzus além de contar com Djs, sorteios de brindes  e venda exclusiva de ingressos para o grande evento no dia 22 de novembro no Espaço das Américas.

*Quem tem ingresso do Metal All Stars entra na faixa, quem não tem pode adquirir na hora sem taxa de conveniência.

Para quem cobrou o ingresso com a opção de receber em casa ou retirar na bilheteria no dia do evento é só levar o email com a confirmação de compra e entrar na festa de graça.

Será uma grande festa em homenagem aos clássicos do heavy metal mundial!

Data: 23.10.14 (Quinta-feira)

Horário: 22 hs

Local: Ozzie Pub

Endereço: Rua Brigadeiro Galvão 871 – Barra Funda, SP

#vaiterMetal

Corey-Taylor-Scott-Ian-630x420

O líder do SLIPKNOT e do STONE SOURCOREY TAYLOR, é um homem de vários projetos, mas em certo momento de sua carreira, ele quase se tornou o frontman do ANTHRAX. Durante uma recente participação no podcast ‘Talk Is Jericho’ com CHRIS JERICHO, Taylor entrou em detalhes sobre como quase rolou de ele ser o vocalista da veterana banda de NYC e como ele ficar aborrecido por isso não ter se concretizado.

Taylor diz que a ideia começou depois de ele ser convidado para juntar-se a FRANK BELLO em uma performance acústica em NYC. Ele contou a Jericho, ‘Começamos a fazer um som e nos divertimos muito e fomos jantar em algum canto e alguém, não sei quem, disse brincando, ‘por que você não canta pra gente?’ E todos rimos e daí ficamos em silêncio e concluímos, ‘Bem, por que não canto mesmo?’

Isso aconteceu em um momento entre o álbum ‘Come What [Ever] May’ do Stone Sour e ‘All Hope Is Gone’, do Slipknot. Também se passou não muito tempo depois que o Anthrax tinha demitido DAN NELSON. “Eles ficaram tipo, ‘Não sabemos o que fazer’”, diz Taylor. “Eu espero que ele tome um tiro na rótula ou algo assim pelo jeito que ele tratou aquela banda”, emenda o vocalista, logo antes de retirar o que diz.

Taylor já tinha uma longa relação com a banda àquela altura do campeonato e considerara compor algo com eles por várias ocasiões ao longo dos anos. Ele conta, “Com o Anthrax, é tudo muito deprimente porque eu estava literalmente pronto para ir de avião até Chicago para começar a compor com eles. CHARLIE BENANTE e SCOTT IAN tinham me mandado um monte de material e eu estava escrevendo a letra em cima e muito dele acabou em ‘Worship Music’. Não com as minhas letras, mas as músicas, então quando eu o ouvi, pensei, ‘Eu reconheço isso, eu reconheço aquilo.’”.

Infelizmente para Taylor, a gravadora Roadrunner interveio e não permitiu que ele o fizesse, já que eles estavam apressando o Slipknot para que lançassem ‘All Hope Is Gone’.

O vocalista agora conclui: “Analisando agora, eu fico feliz por ter sido do jeito que foi, mas ainda é uma merda porque eu queria muito. Eu amo aqueles caras. Mas eles voltaram com Joey Belladonnna e aquele disco é fabuloso. ‘Worship Music’ é uma das razões pelas quais pegamos Jay Ruston para mixar o disco ‘House Of Gold And Bones’.”

 

Slayer Perform At Aragon Ballroom In Chicago Illinois

PHIL ANSELMO não quer mesmo fornecer maiores detalhes sobre a vontade de KERRY KING de entrar para o PANTERA nos primórdios da banda.

A dupla ficou amiga depois que um amigo em comum armou uma jam no palco de uma casa noturna de Dallas em 1988 – e King gostou da experiência de trabalhar com o finado guitarrista ‘Dimebag’ Darrell Abbott.

Anselmo disse ao site Talking Metal: “O Slayer estava tocando bem perto. Meu técnico de boxe também era DJ de uma rádio e ligou pra minha casa e disse,’ Eu estou com TOM ARAYA aqui. Você quer conhece-lo?’

Claro, ele levou Tom, Kerry e Jeff ao show. Eles subiram ao palco e tocaram algumas músicas conosco. Kerry e eu nos demos bem de cara e trocamos números de telefone. Ele sempre estava em contato – era demais, especialmente para um garoto como eu era na época. O Slayer era tudo pra mim.

A influência de King predominou enquanto Anselmo tentava persuadir seus colegas de banda a trilharem por uma direção musical mais pesada. O frontman lembra: “Dimebag e Kerry passavam muito tempo juntos, o que abriu os olhos de Dimebag, e eventualmente os olhos dos outros da banda, para o poder do thrash. A mágica do gênero realmente nos influenciou a levar nossa música além dos limites.”

Perguntado se o chefão do Slayer esperava por uma colaboração mais próxima com o Pantera, Anselmo respondeu: “Ele adorava, e foi uma experiência boa para ele tocar conosco, mas… eu poderia contar mais, mas não vou.”

O irmão de Dimebag, VINNIE PAUL, revelou ano passado que o guitarrista foi convidado para juntar-se ao MEGADETH na mesma época – mas recusou a oferta do ativista de direita DAVE MUSTAINE. Paul disse: “Dime disse a Dave na lata, ‘se você quer que eu toque pra você, meu irmão tem que vir comigo. O acordo é esse.’ E Dave respondeu tipo, ‘Cara, já temos um baterista’. Dime então replicou, ‘bem, sinto muito, cara. Eu não vou tocar pra sua banda.’ Ele se focou no Pantera, e deu tudo certo.”

 

2014 M3 Rock Festival - Day 2

O frontman do STRYPERMICHAEL SWEET, diz que ele fica ‘bastante confuso’ pelo fato de as vendas de um álbum não se equipararem com o número de seguidores nas mídias sociais.

O vocalista e guitarrista, que recentemente anunciou uma parceria com GEORGE LYNCH, insiste que as pessoas simplesmente não estão comprando música – e que ele não entende isso.

Sweet disse à Totally Driven Radio: “As vendas de álbuns não se equiparam aos números de seguidores no Facebook e no Twitter. Se você tem um milhão de seguidores no Facebook e vende 10 mil cópias de um disco, algo está errado.”

“Há razões para isso, obviamente, como o fato de as pessoas não comprarem mais música hoje em dia, as pessoas as baixam, a economia está ruim, as pessoas não têm dinheiro – e por aí vai. Mas ainda há algo muito confuso nisso.”

“Parece que as vendas continuam a cair. Não importa que gênero musical – as vendas estão simplesmente caindo. As pessoas não estão comprando, ou por que motivo que seja, não querem mais comprar música.”

 

 

michael-anthony-says-lead-vocals-van-halen-song-mem-1

O ex-baixista e backing vocal do VAN HALENMICHAEL ANTHONY, afirma que ele poderia facilmente ser o vocalista de qualquer banda.

Com o lançamento de ‘A Different Kind of Truth’ em 2012, fez-se o primeiro disco da banda sem a presença de Anthony, que fora substituído pelo filho do guitarrista EDDIEWOLFGANG.

Atualmente no CHICKENFOOT com outro emérito do VH, SAMMY HAGAR, o músico – em entrevista à radio 107.7 The Bone da região de São Francisco – comentou sobre sua facilidade com qualquer faixa de sua antiga banda e respondeu a por que ele não assume o posto de frontman de uma banda.

“Sim, sabe, eu poderia, mas não preciso desse tipo de pressão sobre mim. Vocalistas são uma espécie diferente. Não foi até o quarto ou quinto disco do Van Halen que as pessoas se deram conta, tipo ‘Wow! Você está fazendo os vocais de fundo naqueles discos. Não é David Lee Roth’. E eu digo, ‘Não, porra! Não é o David Lee Roth.’”

Quando perguntado sobre qual clássico do VH ele gostaria de fazer um cover, ele comentou, “Ahh…meu deus… eu cantei ‘Somebody Get Me a Doctor’. Essa rola fácil. Mas eu não sei… cara, eu cantaria qualquer uma delas. Eu poderia cantar qualquer uma dessas merdas. Eu consigo cantar todas [risos].” Michael cantava ‘Somebody Get Me A Doctor’ toda noite durante os shows da banda à ocasião da passagem do vocalista GARY CHERONE pelo grupo.